Edifica Vidros
INICIO EMPRESA PRODUTOS/SERVIÇOS EDIFICA VIP GALERIA CONTATO
 
Telefones:
62. 3016-9020
62. 9241-4417
Envidraçamento e Sacadas Dicas e Curiosidades sobre Vidro Orçamento Trabalhe Conosco Parceiros e Fornecedores
banner_dicas_curiosidades_edifica_vidros
» Manutenção de Box


Após instalado, o box só poderá ser usado depois de 24 horas, período este necessário para a secagem do silicone de vedação.

Para conservar a beleza do seu box, mantenha-o sempre limpo e seco, seguindo as instruções abaixo:
• Não use produtos abrasivos, como lixa, palha de aço, etc;
• Não use ácidos;
• Não use facas ou objetos potiagudos para retirar as etiquetas;
• Use somente água, sabão ou detergente neutro ou produtos específicos para limpeza de vidro;
• A permanência de gotas de água após o banho pode, eventualmente, provocar manchas d'água;
• Portanto remova-as mantendo o box seco e limpo.

Recomendações

• Evite o choque de materiais rígidos contra o vidro;
• Evite impactos violentos na abertura ou fechamento da(s) porta(s);
• Não deixe crianças desacompanhadas utilizarem o box;
• Em caso de mau funcionamento, entre em contato imediato com a Edifica Vidros

Manutenção de Box
» Manutenção e Limpeza de Espelhos
  Limpeza de Espelhos
Uma boa prática de manutenção e limpeza é fundamental para prolongar a vida útil do espelho. Procedimentos incorretos podem comprometer o revestimento de proteção e ocasionar o aparecimento de manchas decorrentes da oxidação, contribuindo para a rápida deterioração do espelho.
As práticas recomendadas para a manutenção e limpeza dos espelhos são:
• Limpe o espelho com água morna, aplicada com um pano. É o procedimento mais simples e seguro, mas tenha cuidado para não deixar que as bordas do espelho permaneçam úmidas após a conclusão da limpeza.
• Nunca use produtos ácidos ou alcalinos para a limpeza do espelho após sua instalação. Esses produtos podem atacar e comprometer a superfície, as bordas e até o revestimento posterior do espelho. Nunca use produto de limpeza abrasivo (lixas por exemplo) em qualquer superfície do espelho.
• Se optar por produtos de limpeza de vidro, prefira os neutros, que não contém amoníaco ou vinagre. Nunca borrife qualquer produto de limpeza diretamente no espelho. Em vez disso, aplique-o em um pano macio e limpe o espelho.
• Remova as manchas superficiais ou as sujeiras residentes com palha de aço bem fina, não oleosa. Não use solventes, pois estes poderão atacar e danificar as bordas e revestimento traseiro do espelho.
• Ao limpar o espelho, use sempre panos macios e isentos de poeira, para reduzir as chances de riscar sua superfície.
• Fique atento para a secagem total de todas as juntas e bordas do espelho. Certifique-se de que nenhum resíduo de produtos de limpeza tenha permanecido em contato com a borda ou com o revestimento posterior do espelho.
• Um ambiente ventilado inibe a condensação de umidade, que pode ser corrosiva e prejudicial à conservação do espelho.
» Limpeza de Vidros
  • Para limpeza de rotina, use três colheres de vinagre diluídas em 11 litros de água quente.
• Se o vidro estiver muito sujo, primeiro limpe-o com água e sabão.
• Para secar superfícies, utilize tecido de algodão reutilizado ou jornais velhos.
 
» Vidro Cristal
 
Pano macio umedecido com álcool ou limpa vidros.
» Vidro Jateado
  • Na face lisa utilize pano macio umedecido com álcool ou limpa vidros.
• Na face porosa utilize uma esponja macia umedecida com água e sabão neutro.
• Para retirar o resíduo de sabão utilize um pano macio úmedecido com água
Vidro Jateado
» Manutenção e Boa Conservação
  Os vidros devem ser aplicados e mantidos de modo que, por ocasião da colocação ou após a mesma, não sofram danos ou tensões capazes de altera-los ou quebrá-los, qualquer que seja a causa. Para que haja uma boa conservação e manutenção do vidro é necessário que o vidro deva ter suas dimensões determinadas em função das dimensões do fundo do rebaixo do perfil e das folgas a adotar, tendo em vista a tolerância dos caixilhos; o corte deverá limpo e sem lascados, sendo que todos os vidros que apresentarem sinais de rupturas terão de ser eliminados; os vidros não devem receber, quando em canteiro de obra ou por ocasião de movimentações posteriores, projeções de cimento ou de pintura siliciosa (em caso de projeção acidental, o vidro deve ser limpo imediatamente), bem como jatos de faíscas ou respingos de solta, que o atacariam superficialmente e acabariam por inutiliza-lo; referente à limpeza, especialmente no final do canteiro de obra, deve-se tomar cuidado quanto ao aparecimento de riscos e arranhões provocados por poeira abrasiva. Deve-se tomar um cuidado ainda mais especial para os pisos de vidro, em que não se pode usar detergentes industriais ou saponáceos e ainda deve-se ter um cuidado na circulação sobre o piso; é necessário também prever pingadeira para evitar escorrimentos de águas provenientes das partes superiores do prédio no vidro.
» Fabricação do Vidro Temperado
  Os vidros temperados são fabricados a partir do vidro comum, preservando assim todas as suas características: transparência, reciclabilidade (permeável à luz), dureza, ótimo isolante elétrico e baixa condutividade térmica. O que o difere dos vidros comuns, é o processo de fabricação a qual o vidro é submetido, chamado de têmpera.
Antes de iniciar o processo de têmpera, deve ser definido a forma e tamanho desejado do vidro, assim como eventuais cortes e furos necessários. As etapas deste processo podem ser resumidas da seguinte maneira: o vidro é aquecido lentamente até atingir altas temperaturas (em torno de 600ºC). No ápice desse aquecimento, há um brusco resfriamento por um jato de ar, o que irá criar o estado de tensão no vidro. Este choque térmico é quem garante a alta resistência do material. Em seguida, as lâminas de vidro passam por rolos compressores que as resfriam ainda mais. Esta etapa é chamada de 'ensaio de tração', na qual a qualidade do produto é garantida naturalmente, pois as lâminas estouram durante o processo, caso não estejam dentro dos padrões requeridos. Após o processo de têmpera, o vidro não poderá ser submetido a recortes e furos.
A partir desse sistema, é conferido ao vidro temperado todas as características que o difere de vidros comuns. Sua resistência física a impactos e esforços mecânicos aumente cerca de 87% comparado a outras lâminas de mesma espessura. A resistência às variações de temperatura também é elevada, o que garante a possibilidade de apoiar objetos quentes e frios mais tranqüilamente. Caso o vidro quebre, fragmenta-se em micro-pedaços, sem riscos de formar arestas cortantes, evitando assim, algum acidente mais grave. Dificilmente pode vir a trincar, rachar ou lascar. Enfim, este conjunto de propriedades é que garante sua principal função, oferecer segurança aos seus usuários.
» Reciclagem do Vidro
 

O principal componente do vidro é a sílica, é possível fazer vidro só com a fusão da sílica. Boa parte dessas matérias primas é importada ou provém de jazidas em franco esgotamento.

O vidro é uma mistura de areia, barrilha, calcário, feldspato e aditivos que, derretidos a cerca de 1.550°C, formam uma massa semi-líquida que dá origem a embalagens ou a vidros planos. O principal componente do vidro é a sílica, é possível fazer vidro só com a fusão da sílica. Boa parte dessas matérias primas é importada ou provém de jazidas em franco esgotamento. Além destas substâncias, existem pequenas quantidades de outras impurezas derivadas da matéria-prima, por exemplo, óxido de ferro, além de outras que podem ser adicionadas intencionalmente de acordo com a qualidade do vidro, por exemplo, corantes (metais como o ferro, cobalto, cromo e manganês).
Existem vários tipos de vidros, dentre eles:

· Vidro soda-cal (vidro comum): 90% do vidro fabricado.

· Vidro borosilicato (contém óxido de boro). Ex.: Pyrex.

· Vidro de chumbo (contém óxido de chumbo). Ex.: Cristal.

· Vidros especiais (fórmulas especiais).

· A temperatura de fusão do vidro varia com o tipo.

Na reciclagem do vidro, o caco funciona como matéria-prima já balanceada, podendo substituir o feldspato que tem função fundente, pois o caco precisa de menos temperatura para fundir. Os cacos devem ser separados por cor (transparente marrom e verde). O vidro comum funde a uma temperatura entre 1000°C e 1200°C, enquanto que a temperatura de fusão da fabricação do vidro, a partir dos minérios, ocorre entre 1500°C e 1600°C. Nota-se assim que a fabricação do vidro a partir dos cacos economiza energia gasta na extração, beneficiamento e transporte dos minérios não utilizados. A economia de energia é a principal vantagem do processo, em termos econômicos, pois reflete na durabilidade dos fornos.

O Brasil, no entanto, só recicla 14,2% do vidro que consome o restante ficando em algum lugar na natureza por tempo indeterminado.

» Como é Feito o Espelho
  Os fabricantes usam três camadas. A principal é uma superfície de metal superpolida, que reflete muito bem a luz e fica no meio do espelho. Por trás dela, existe uma camada escura, normalmente de tinta preta, que absorve a luz que vem de trás do espelho e impede que ela "vaze" pela camada refletora de metal. Na frente do metal fica uma camada de vidro, que dá solidez ao espelho e protege a película metálica contra riscos que distorçam a reflexão dos raios de luz. Um bom espelho reflete 90% dos raios de luz que incidem sobre ele. Por isso, o processo de fabricação é delicado. O passo inicial é a limpeza e o polimento do vidro. Feito isso, é hora de aplicar uma camada de prata, o metal mais usado nos espelhos atuais, junto com um produto químico que a faz aderir completamente ao vidro. A terceira etapa é pulverizar uma camada de tinta preta atrás da superfície de prata. Como esse metal é sensível ao ambiente, os fabricantes preferem usar tintas pretas impermeáveis - a umidade é um dos principais inimigos da prata. Depois, o artefato passa por uma estufa para secar a tinta. E o espelho já está pronto para você admirar sua beleza!
     
 

Voltar ao topo

 
Conheça nosso perfil no Facebook
Siga-nos no Twitter
nos adicione no skype:
edificavidros
» Menu Rápido
- página inicial - galeria de fotos
- conheça a empresa - envidraçamento e sacadas
- produtos e serviços - dicas e curiosidades
- parceiros e fornecedores - trabalhe conosco
- edifica vip - contato
 
Desenvolvido por: